| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Cinema, Arte e Literatura
Desde: 02/12/2010      Publicadas: 74      Atualização: 28/05/2015

Capa |  Literatura


 Literatura

  04/09/2012
  0 comentário(s)


A independência do Brasil e o surgimento da ideia de raça

Por. Alessandro Barreta Garcia
www.alessandrogarcia.org
Apesar de veladas, eram muito comuns ideias de manifestações liberais nas mentes dos habitantes da colônia, fato que se acentuou após 1776 com a independência dos Estados Unidos, acompanhada pela revolução industrial inglesa e com a luta contra o tráfico de escravos, resultando numa série de revoltas na colônia portuguesa. Com a inconfidência mineira em 1789, a revolta dos alfaiates em salvador em 1798 e a revolução pernambucana em 1817, além de outros movimentos, o cenário em terras portuguesas era a cada dia mais problemático.

Conforme as revoltas anteriormente citadas, como a inconfidência mineira, a independência do Brasil era inevitável. Com apoio das elites regionais e a independência instaurada, D. Pedro I se fortaleceu, e contrário aos seus próprios seguidores instituiu o poder semelhante ao absolutista (o poder moderador). Na prática estava acima dos poderes; legislativo, executivo e judiciário.
Com essa situação, D. Pedro I só angariou oposicionistas e separatistas. As rebeliões levaram a falência do banco do Brasil já fragilizado pelo processo de independência. Forçado a renunciar D. Pedro I abdica o trono em 1831 (PRIORE e VENANCIO, 2010).
Para Paim (2000):
O Brasil viu-se então ameaçado de subdividir-se. Sucessivas e prolongadas insurreições afetavam diversas partes do território. Entre os alvitres, experimentou-se uma espécie de republicanismo, através da eleição direta do Regente, sem que os ânimos arrefecessem (PAIM, 2000, p. 110).
No período de regência é possível perceber um maior empenho dos movimentos separatistas. O descontentamento era geral como observado pelos farroupilhas da época. Sob o ponto de vista da identidade nacional Priore e Venancio (2010) apontam que o período do império é bem fértil. O brasileiro é formado por três "raças": branca, negra e indígena. Toda essa discussão servia também para conter os pensamentos separatistas o que naturalmente fortalecia o espírito de unidade nacional.
Para Priore e Venancio (2010) é por influência do conde Cobineau ou Gobineau que o termo raça atinge seu nível mais aparente, ou seja, somente no século XIX que se pode discutir racismo no Brasil. Conforme esses autores, medir crânios, avaliar cor de pele e definir as raças era a nova forma de separar as pessoas já que o tráfico de escravos tinha sido interrompido em 1850. A lei do ventre livre em 1871 e a abolição dos escravos em 1888 garantia uma nova ordem de direitos iguais entre os homens. Nesse sentido, o conceito de raças serviu para legitimar a desigualdade existente após a abolição da escravidão.
É importante ressaltar que conforme Santos, Palomares, Normando et al (2010), a classificação de raça foi utilizada pela primeira vez por François Bernier em 1684, sendo que o criador da taxionomia dessas classificações foi Carolus Linnaeus (1758) dividindo o homo sapiens em: Americano, Europeu, Asiático e Africano. Blumenbach reconheceria posteriormente quatro variantes: 1. Europeu, Asiático do Leste e parte da America do Norte, 2. Autralianos, 3. Africano e 4. Restante do novo mundo.
Hoje em dia segundo Santos, Palomares, Normando et al (2010) existe um consenso entre os antropólogos que raças não existem, pois, 0.005% são as diferenças entre um negro e um nórdico. Ademais, cor de pele, cabelos, e formato do nariz são determinadas por um número muito insignificante de genes.
Ao mesmo tempo em que se proliferava um pensamento em defesa do abolicionismo, de outro lado formava-se no Brasil um espírito racista de base essencialmente biológica. Ademais, para aumentar ainda mais a problemática, a opção da Corte frente a possível abolição era trazer imigrantes europeus.
A discussão sobre raça e racismo no Brasil parece alheia às fontes que a tratam de forma mais abrangente e imparcial. Boa parte do cidadão comum não sabe que não é possível discutir racismo antes do período imperial e que o tráfico de escravos para o Brasil não foi uma invenção dos europeus (RISÉRIO, 2004; GIORDANI, 2010; PRIORE e VENANCIO, 2010).
Conforme Carvalho: "A escravidão era norma geral na África muito antes da chegada deles, e hoje sabe-se que a maior parte dos escravos capturados eram vendidos no mercado interno, só uma parcela menor sendo levada ao exterior" (CARVALHO, 2009). Muita gente se beneficiou com o tráfico transatlântico de escravos africanos como os proprietários de terras nas colônias bem como os proprietários de terras na África. Este processo tornou muitos africanos e europeus milionários (DÖPCKE, 2001).
Para simples reprodução, as mulheres africanas eram escravizadas e vendidas para o mundo árabe e quanto mais bonitas as escravas, mais caras elas se tornavam. Como as novas gerações provenientes da reprodução não gerariam novos escravos (a segunda geração seria livre), novas remessas sempre eram importantes, o que de fato alimentaria o mercado interno (SOUZA, 2003). Nesse caso, os árabes incentivaram uma grandiosa comercialização de escravos dentro da África.
No Brasil tal problema de interpretação histórica parece causar uma confusão, e muitas vezes algumas interpretações históricas parciais são utilizadas como pretexto para a legitimação de direitos. Na realidade, as cotas raciais ou mesmo sociais apenas servem como tapa buraco ou como medida paliativa. O que importaria na verdade seria a melhora substancial da qualidade do ensino como um todo, assim como reza a Constituição Federal do Brasil.
Enquanto isso se presencia e contenta-se com uma das piores educações básicas do mundo, bem como um ensino superior que não coloca sua melhor universidade nem entre as principais e melhores do mundo. É muito deprimente discutir por tão pouco, quando na realidade não nos damos conta que é o todo que precisa ser remediado e não as partes.
Referências
CARVALHO, O. A África às avessas. Diário do Comércio, 14 de setembro de 2009 http://www.olavodecarvalho.org/semana/090914dc.html
DÖPCKE, W. O Ocidente deveria indenizar as vítimas do tráfico transatlântico de escravos? Reflexões sobre a Conferência das Nações Unidas contra o Racismo, a Intolerância Racial, a Xenofobia e a Intolerância Correlata. Rev. Bras. Polít. Int. v. 44, n.2, p. 26-45, 2001.

GIORDANI, M, C. História da Antiguidade oriental. 14ª edição Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

PAIM. A. Momentos decisivos da História do Brasil. São Paulo, Martins Fontes, 2000a, 319 p.

PRIORE, M, VENANCIO, R. Uma breve história do Brasil. São Paulo: Editora Palneta do Brasil, 2010.

RISÉRIO, A. Escravos de escravos. Revista Nossa História. Biblioteca Nacional. Ano, 1, nº 4. 2004
SANTOS, D. J. S, PALOMARES, N. B, NORMANDO, D, et al. Raça versus etnia: diferenciar para melhor aplicar. Dental Press J Orthod, v. 15, n. 3, p. 121-124, 2010.
SOUZA, T. T. B. A. Escravidão interna na África, antes do tráfico negreiro. Vértices, Ano 5. n. 2 mai / ago, 2003.

Publicado pelo MAC
http://aliancacidada.wordpress.com/2012/09/03/a-independencia-do-brasil-e-o-surgimento-da-ideia-de-raca/
  Web site: www.alessandrogarcia.org  Autor:   Alessandro Barreta Garcia


  Mais notícias da seção Educação no caderno Literatura
28/05/2015 - Educação - A importância do esporte na formação do caráter do indivíduo
ColunaRodrigo Constantino24/05/2015às 13:05 Comunismo, Cultura, EducaçãoConversava com um amigo, que é um empresário muito bem-sucedido do setor financeiro, sobre como melhorar a situação de nosso estado. Eu lhe apresentava os projetos do Instituto Liberal, em busca de apoio. Ele, que é bastante discreto, mas mesmo assim não consegue fugir do assé...
08/05/2015 - Educação - Apresentação do livro - Educação Física e Regime Militar: Uma Guerra Contra o Marxismo Cultural
Apresentação de: Ricardo Vélez RodríguezCoordenador do Centro de Pesquisas Estratégicas "Paulino Soares de Sousa", da UFJF. Membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Professor Emérito da ECEME....
07/05/2015 - Educação - Educação Física e Regime Militar: Uma Guerra Contra o Marxismo Cultural
Existe uma evidente e perigosa influência do marxismo na educação física brasileira, e apontar algumas soluções para este estorvo é um dever cívico. Assim, é urgente a necessidade de esclarecer que as categorias utilizadas pelo marxismo, de forma contrária ao esporte, não encontram justificativa para existir. Logo, mergulhar em um resgate teórico d...
02/07/2014 - Educação - Educação grega e jogos olímpicos
O que podemos considerar com a comparação entre os períodos: clássico e helenístico é que ao contrário do que sugere parte da literatura disponível sobre os Jogos Olímpicos, o declínio do espírito olímpico não se inicia no período romano e sim no período helenístico. Uma das causas mais importantes para se compreender esse declínio helenístico é o ...
02/01/2014 - Educação - Sobre o livro: Educação Grega e Jogos Olímpicos: Período Clássico, Helenístico e Romano
O livro faz uma abordagem indispensável na História da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. Também aborda a história dos jogos olímpicos apresentando a estrutura e organização dos jogos. Em síntese apresenta um legado deixado pelos gregos em termos de formação educacional e cuidados na realização dos...
15/09/2013 - Educação - O filósofo Olavo de Carvalho desafia professor da USP Renato Janine Ribeiro
Desafio público a um fanfarrão uspianoEscrito por Olavo de Carvalho | 14 Setembro 2013Artigos - Cultura...
09/09/2013 - Educação - Jogos Olímpicos
Esta obra procura fazer uma abordagem considerada importante na História da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. Também pretende abordar a história dos jogos olímpicos apresentando a estrutura e organização dos jogos. ...
08/07/2013 - Educação - Aristóteles nos manuais de história da educação
Trecho do livro: Aristóteles nos manuais de história da educação...
07/04/2013 - Educação - Educação Grega e Jogos Olímpicos
O livro faz uma abordagem indispensável na História da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. Também aborda a história dos jogos olímpicos apresentando a estrutura e organização dos jogos. Em síntese apresenta um legado deixado pelos gregos em termos de formação educacional e cuidados na realização dos...
28/12/2012 - Educação - Educação Grega e Jogos Olímpicos: Período Clássico, Helenístico e Romano
O livro faz uma abordagem indispensável na História da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. Também aborda a história dos jogos olímpicos apresentando a estrutura e organização dos jogos. Em síntese apresenta um legado deixado pelos gregos em termos de formação educacional e cuidados na realização dos...
19/12/2012 - Educação - Livros sobre as Olimpíadas
Livros sobre as Olimpíadas...
04/11/2012 - Educação - Ebook (PDF) ARISTÓTELES NOS MANUAIS DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
O desígnio geral desta obra é contribuir para uma fundamentação do trabalho docente e do educador social, tendo como base exploratória a Ética e a Política de Aristóteles. Inicialmente a partir da leitura de alguns dos manuais de História da Educação, foi possível observada uma carência dos escritos do que chamaremos de sistema educacional de Arist...
05/10/2012 - Educação - Comissão da Verdade? Que "verdade" é essa?
Os posicionamentos de grupos militantes defensores de uma "Comissão da Verdade", prendem-se em argumentos falaciosos para investigar apenas os crimes durante os regimes militares no Brasil (em específico o período de 1964-1985). Argumentam que os crimes só devem ser investigados de um dos lados, nesse caso, os supostos crimes cometidos pelos milita...
28/09/2012 - Educação - Aristóteles nos Manuais
O objetivo geral deste livro é contribuir para uma fundamentação do trabalho docente e do educador social, tendo como base exploratória a Ética e a Política de Aristóteles. Inicialmente a partir da leitura de alguns dos manuais de história da educação, foi observada uma carência dos escritos do que chamaremos de sistema educacional de Aristóteles....
20/09/2012 - Educação - Jogos Olímpicos na Antiguidade por Alessandro Barreta Garcia
EDUCAÇÃO GREGA E JOGOS OLÍMPICOS - Período clássico, helenístico e romano é uma obra composta de uma abordagem indispensável para história da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. O livro também aborda a história dos Jogos Olímpicos apresentando: estrutura, organização dos jogos. Ao longo do livro é p...
02/09/2012 - Educação - Jogos Olímpicos no Brasil e o perigo do terrorismo
Por Alessandro Barreta Garciawww.alessandrogarcia.org A partir de 776 a/C, os Jogos Olímpicos eram realizados em Olímpia (antiga cidade ou vilarejo da Grécia) com intervalos de 4 em 4 anos. Advindo dos jogos fúnebres, os Jogos Olímpicos ocorriam com a participação das mais diversas cidades-Estado, entretanto, Atenas e Esparta se destacavam, e certa...
24/05/2012 - Educação - ARISTÓTELES NOS MANUAIS DE HISTÓRIA
O objetivo geral desta obra é contribuir para uma fundamentação do trabalho docente e do educador social, tendo como base exploratória a Ética e a Política de Aristóteles. Inicialmente a partir da leitura de alguns dos manuais de História da Educação, foi observada uma carência dos escritos do que chamaremos de sistema educacional de Aristóteles....
01/05/2012 - Educação - JOGOS OLÍMPICOS - Período clássico, helenístico e romano
É uma obra composta de uma abordagem indispensável para história da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. O livro também aborda a história dos Jogos Olímpicos apresentando: estrutura, organização dos jogos. Ao longo do livro é possível perceber a divisão por categorias (política, religião, classe soci...
15/04/2012 - Educação - VOTO DO PRESIDENTE DO STF ABORTO ANENCÉFALO (BELÍSSIMO)
Por, Alessandro Barreta Garcia O voto do presidente do Superior Tribunal de Justiça é um exemplo de lógica aristotélica na qual representa uma verdadeira aula de humanismo, filosofia e história da vida humana. Cezar Peluso é implacável em seus argumentos e demonstra no mínimo algo muito grave, uma nítida diferença quantitativa e qualitativa dos arg...
03/04/2012 - Educação - CHE GUEVARA " O ÍDOLO DOS INCULTOS
Por. Alessandro Barreta Garcia Guevara já nasceu errado, pois sua data de nascimento não batia com a data veiculada no noticiário da época. Como médico foi um fracasso, pois mesmo se vinculando aos treinamentos de guerrilha no México e podendo ser mais útil salvando vidas se achava mais útil como atirador. Para quem não sabe, Che Guevara e...
02/04/2012 - Educação - ALESSANDROGARCIA.ORG
Este site é especializado em informações científicas, fatos da história do Brasil, filosofia, história geral, ciência aplicada, teoria do conhecimento, antropologia, sociologia, história da educação física, biologia, filologia, psicologia e geografia. Tem como objetivo compartilhar conhecimentos pouco difundidos e muitas vezes esquecidos pala comun...
31/03/2012 - Educação - IMPORTDELIVERY.COM.BR
A IMPORTDELIVERY é uma empresa cuja meta é oferecer as melhores câmeras digitais e filmadoras em parceria com as melhores marcas do mercado internacional: Sony, Samsung, Panasonic, Nikon, Canon, entre outras....
13/03/2012 - Educação - Educação Grega e Jogos Olímpicos: Período Clássico, Helenístico e Romano - Alessandro Barreta Garcia
O livro faz uma abordagem indispensável na História da educação grega e seu legado para o estudo da unidade política e poética de uma nação. Também aborda a história dos jogos olímpicos apresentando a estrutura e organização dos jogos. Em síntese apresenta um legado deixado pelos gregos em termos de formação educacional e cuidados na realização dos...
04/03/2012 - Educação - Sobre Aristóteles
O objetivo geral desta obra é contribuir para uma fundamentação do trabalho docente e do educador social, tendo como base exploratória a Ética e a Política de Aristóteles. Inicialmente a partir da leitura de alguns dos manuais de História da Educação, foi observada uma carência dos escritos do que chamaremos de sistema educacional de Aristóteles....
23/02/2012 - Educação - Ong da rolha
Em defesa das rolhas de cortiça. Preserve essa ideia....
01/02/2012 - Educação - IMPORTDELIVERY
A IMPORTDELIVERY é uma empresa cuja meta é oferecer as melhores câmeras digitais e filmadoras em parceria com as melhores marcas do mercado internacional: Sony, Samsung, Panasonic, Nikon, Canon, entre outras....
28/12/2011 - Educação - Sobre Aristóteles
O objetivo geral desta obra é contribuir para uma fundamentação do trabalho docente e do educador social, tendo como base exploratória a Ética e a Política de Aristóteles. Inicialmente a partir da leitura de alguns dos manuais de História da Educação, foi observada uma carência dos escritos do que chamaremos de sistema educacional de Aristóteles....
04/12/2011 - Educação - LiquidaNews
O LiquidaNews é um canal interativo de ofertas, com a missão de consolidar-se entre os maiores veículos de comunicação on-line de Ofertas do Brasil.Se houver alguma dúvida ou sugestão, entre em contato conosco pelo sac@liquidanews.com.br, ou pelo link dúvidas sugestões no rodapé do site....



Capa |  Literatura
Busca em

  
74 Notícias